Olá,

Quando for a Europa fique atento se a loja não oferece opção de TAX REFUND (devolução de imposto), quando isso é possível você recebe uma porcentagem do valor pago de volta. Em geral, para roupas, eletrônicos e brinquedos eles devolvem algo em torno de 10%. Não é possível pedir a devolução de imposto para serviços, como hotel, táxi e etc.. Faça o procedimento abaixo no último país europeu que visitar, estou usando o aeroporto de Frankfurt pois foi de lá que voltei para o Brasil.

Quando chegar no aeroporto, vá para o checkin da companhia aérea despachar as malas e receber a etiqueta na mala e fale que você precisa da mala que tem os produtos para pedir a devolução de impostos. Pegue a mala com a etiqueta e vá para a fila da Alfândega chamado de Zoll ao lado do balcão da ANA, quando chegar lá o atendente pode pedir para você abrir a mala e mostrar os produtos, depois ele carimba os formulários e pede para você por as malas em um carrinho que fica uns 2 metros de distância, não se preocupe que suas malas não serão perdidas.

Com os formulários carimbados vá para a fila da Global Blue que fica ao lado para receber o dinheiro de volta. Eles cobram €3 por formulário para devolver em dinheiro, é melhor pedir a devolução no cartão. Em 3 dias úteis o crédito já aparecia no meu extrato.

Para produtos que estão na bagagem de mão deve-se fazer o procedimento após passar a verificação de passaporte e raio-x.

Chegue umas 2 horas antes do normal para fazer esse procedimento, pois geralmente tem fila e no meu caso tinha muito chinês com muitos formulários para processar. Perdi por volta de 1:30h, mas vale a pena.

O mapa abaixo mostra onde ficam os dois Zoll e o caixa da Global Blue (tax refund counter) no terminal 1, onde fica o checkin da TAM.
Mapa do aeroporto de Frankfurt

 

Se você vai voltar do aeroporto Heathrow de Londres veja a localização aqui

até mais,

Olá,

Gosto muito dos serviços que facilitam a nossa vida, como o Uber, 99Taxis, NuBank, iFood, etc. e recentemente conheci o Cabe na Mala por meio de um site especializado em Apple. O Cabe na mala se propõe a conectar quem esta viajando e quer ganhar um dinheiro trazendo encomendas  com quem quer algo do exterior. Adorei a idéia e resolvi experimentar pedindo um produto que eu queria muito mas não encontra facilmente no Brasil por ser um lançamento.

O produto é relativamente grande, a caixa mede 70 cm x 50 cm x 20 cm e pesa quase 5 KG, apesar do viajante poder abrir a caixa e trazer solto na mala o meu veio na caixa lacrado. Pra trazer esse trambolho dos EUA a recompensa paga foi de R$270, acho um valor justo pelo tamanho e se comparado com os serviços de redirecionamento de encomendas é bem mais em conta e a chance de ser taxado na alfândega seria bem maior pois passam nas mão dos correios.

Assim como o Uber, por exemplo, este é um serviço que depende principalmente das pessoas para fazer com que a experiência seja boa ou ruim, no meu caso não poderia ser melhor, a viajante foi super simpática e orientou corretamente sobre o preenchimento do endereço de entrega e a data da entrega do produto e me entregou em mãos em SP. Sem stress nenhum eu estava com produto em apenas 26 dias.

Não é qualquer produto que pode pedir, tem que estar no catálogo deles e para cada um tem uma recompensa diferente, faça uma consulta no site deles. Quem faz a compra é você e manda entregar no endereço do viajante no período combinado. Caso o viajante não te entregue o site devolve o dinheiro da recompensa e do produto. Eles responderem rápido aos meus emails e twitter com dúvidas.

De acordo com minha experiência o Cabe na Mala é confiável e recomendo.  😀

==# UPDATE #==

Não sei se o serviço encerrou as operações mas já faz alguns dias que o site está em manutenção.

Até mais,

Olá,

Vou tentar resumir aqui um pouco da experiência que estou tendo com a Nubank, que se intitula “A nova geração de serviços financeiros no Brasil”.

Este cartão de crédito me chamou mais atenção pelo fato de ser totalmente gerenciado pelo aplicativo (iOS ou Android) do que por não cobrar anuidade (ainda mais sendo da categoria platinum), taxa de overlimit, saque e futuramente pagamento de contas, por isso resolvi pedir um para mim. A taxa de crédito rotativo também é menor, por exemplo, em janeiro/2015 é de 7,75% ao mês, no Bradesco é de 9,50% ao mês diferença de 1,75%.

Continue lendo o artigo »

Olá,
Caso esteja recebendo uma exception parecida com a mostrada abaixo…

javax.xml.bind.UnmarshalException: unexpected element (uri:"http://www.portalfiscal.inf.br/nfe",
local:"inutNFe"). Expected elements are
<{http://www.w3.org/2000/09/xmldsig#}Signature>

… tente fazer o seguinte. Coloque essas anotações na ordem informando o namespace.

@XmlRootElement(name="inutNFe", namespace="http://www.portalfiscal.inf.br/nfe")
@XmlType(name = "TInutNFe", namespace = "http://www.portalfiscal.inf.br/nfe", propOrder = {"infInut", "signature"})
@XmlAccessorType(XmlAccessType.FIELD)
public class TInutNFe {

Por aqui resolveu  :mrgreen:

Olá,

Estávamos convertendo um XML em Java Object normalmente com o trecho abaixo:

Object object = (JAXBElement<Object>) unmarsh.unmarshal(is);
object.getValue();

Depois de uma alteração passei a receber essa exception:

java.lang.ClassCastException: br.com.xxxx.nfe.beans.TInutNFe cannot be cast to javax.xml.bind.JAXBElement

A alteração foi incluir essa anotação na classe

@XmlRootElement(name="inutNFe", namespace="http://www.portalfiscal.inf.br/nfe")

Com isso a variável object é uma instância do bean e não de JAXBElement, dessa forma não é necessária fazer a chamada ao método getValue() na segunda linha.